Blog voltado para a divulgação da Aviação Comercial, Militar e Civil, mostrando através de textos informativos e
fotos, as aeronaves, suas histórias e curiosidades, Operações Militares, Eventos Aeronáuticos e muito mais!

Seja bem-vindo a bordo!!!

quinta-feira, 25 de junho de 2020

Um clique curioso #4


Esta matéria é parte integrante de uma série de fotos especialmente escolhidas em nosso acervo fotográfico analógico e digital, trazendo algum tipo de curiosidade, raridade ou informação histórica a respeito destas imagens, seja acerca da aeronave em si ou um fato ou história relacionados a ela. Semanalmente, às segundas e quintas, estaremos publicando uma destas fotos, junto com um pequeno texto explicativo sobre a mesma. Informamos que a preocupação aqui não é com a qualidade em si da imagem, mas com o seu resgate histórico, tendo ainda o objetivo de auxiliar na preservação de uma parte da memória e da cultura aeronáutica brasileira. Seja muito bem vindo(a) a bordo e boa leitura!


Embraer EMB-326GB Xavante, FAB 4600, Base Aérea de Florianópolis, Outubro de 1994.

Em meados da década de 80, a Força Aérea Brasileira iniciou estudos para ampliar a capacidade operacional de sua frota de jatos AT-26 Xavante através da incorporação de um sistema de reabastecimento em voo, com o objetivo de aumentar o raio de ação da aeronave, principalmente em missões de ataque e reconhecimento tático. O desenvolvimento do programa, chamado de Projeto REVO, ficou a cargo do Centro Técnico Aerospacial (CTA), com sede em São José dos Campos/SP. Dividido em duas etapas distintas, consistia inicialmente na adoção da mesma sonda já utilizada pelo Northrop F-5E Tiger II e, posteriormente, sua adequação para garantir a efetiva transferência do combustível até os tanques internos. Em ambas as etapas, estavam previstos ensaios em voo com o avião cisterna KC-130 Hercules para a validação do sistema. Para servir de protótipo, foram escolhidos dois AT-26 Xavante com as matrícula FAB 4566 e FAB 4600, este último subordinado ao Primeiro Esquadrão do Décimo Grupo de Aviação (1º/10º GAv), Unidade Aérea com sede na Base Aérea de Santa Maria/RS.


Toda a parte prática do projeto, envolvendo os ensaios em voo foi realizada pelo Instituto de Pesquisas e Desenvolvimento (IPD), atualmente Instituto de Pesquisas e Ensaios em Voo (IPEV) vinculado ao CTA, comprovando a viabilidade do sistema. Entretanto, o projeto de dotar o Xavante com o recurso acabou sendo cancelado pela Força Aérea Brasileira, sendo que o FAB 4600 manteve o equipamento instalado até sua retirada de serviço. Atualmente este exemplar encontra-se em São José dos Campos e recentemente foi totalmente restaurado pela Divisão de Suprimentos e Manutenção (ESM) do IPEV, passando a ganhar um local permanente para exposição ao público, garantindo assim a preservação desta aeronave e da sua história. Já o FAB 4566 teve o probe removido e após sua desativação foi repassado ao Museu da TAM aonde encontra-se preservado.

Embraer EMB-326GB Xavante, FAB 4566, Museu da TAM, São Carlos/SP, Maio de 2012.


Fontes: 
Website História da Força Aérea Brasileira (http://www.rudnei.cunha.nom.br/FAB/index.html)


0 comentários:

Postar um comentário