Blog voltado para a divulgação da Aviação Comercial, Militar e Civil, mostrando através de textos informativos e
fotos, as aeronaves, suas histórias e curiosidades, Operações Militares, Eventos Aeronáuticos e muito mais!

Seja bem-vindo a bordo!!!

quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

Memphis Belle


Memphis Belle era o apelido de um Boeing B-17F Flying Fortress, utilizado durante a Segunda Guerra Mundial. A aeronave foi um dos primeiros bombardeiros pesados B-17 da Força Aérea do Exército dos Estados Unidos (USAAF) a completar 25 missões de combate com sua equipe intacta. Após a realização do feito, a aeronave e a tripulação voltaram para os Estados Unidos para vender bônus de guerra.

A aeronave tratava-se de um Boeing B-17F-10-BO, construída para o USAAF e com número de série 41-24485, sendo adicionada ao inventário da USAAC em 15 de julho de 1942, e entregue em setembro de 1942 para o Grupo de Bombardeiros 91, em Dow Field, Bangor, no Estado do Maine. Posteriormente o Esquadrão foi enviado para Europa, ficando baseado inicialmente em Prestwick, na Escócia, em 30 de setembro de 1942, e depois transferido para uma base temporária da RAF em Kimbolton, e depois passou para a sua base permanente em Bassingbourn, Inglaterra, em 14 de outubro do mesmo ano. Sua primeira missão ocorreu em 7 de novembro de 1942 em missão de bombardeio sobre Brest, na Bretanha e sua última missão foi em 19 de maio do ano seguinte em bombardeio sobre Kiel na Alemanha. A aeronave foi então levada de volta para os Estados Unidos em 8 de junho de 1943, por uma equipe escolhida pela Oitava Força Aérea e composta por integrantes que tinham voado a bordo da aeronave em combate, para uma turnê por 31 cidades norte-americanas.

A nome da aeronave era uma alusão à namorada do piloto Robert K. Morgan, Margaret Polk, moradora de Memphis, Tennessee. Morgan originalmente chamaria a B-17 de “Little One”, mas depois que Morgan e seu co-piloto, Jim Verinis, viram o filme “Lady for a Night”, em que a personagem principal é dona de um barco chamado de Memphis Belle , ele propôs que o nome para a sua tripulação. Morgan então contactou George Petty nos escritórios da revista Esquire e pediu-lhe um desenho de pinup para acompanhar o nome. Tony Starcer, artista e integrante do Grupo 91 reproduziu a arte criada por Petty do nariz da aeronave em ambos os lados da fuselagem dianteira, retratando seu terno em azul no lado da porta da aeronave e em vermelho no estibordo. A arte do nariz mais tarde incluiu 25 formas de bombas, uma para cada missão completada, além de oito desenhos da suástica, um para cada avião alemão abatido pela tripulação do Memphis Belle. Os nomes das estações e da tripulação foram estampados abaixo das janelas da aeronave após que o seu turno de serviço foi concluído.

Atualmente a aeronave está passando por uma grande restauração no Museu Nacional da Força Aérea dos Estados Unidos em Wright-Patterson AFB em Dayton, Ohio, onde deverá ficar preservada e em exposição. Acompanhe abaixo uma coleção de fotos do mais famoso bombardeiro B-17 de todos os tempos:































Fontes consultadas:

http://www.nationalmuseum.af.mil/
http://www.boeingblogs.com/
http://www.memphismagazine.com/
http://www.lausanneschool.com/
http://modernscottiedog.files.wordpress.com/
http://www.warbirdsresourcegroup.org/

1 comentários:

EUGENIO disse...

Hermoso avión, lastima que lo desarmaran ahora.

Postar um comentário