Blog voltado para a divulgação da Aviação Comercial, Militar e Civil, mostrando através de textos informativos e
fotos, as aeronaves, suas histórias e curiosidades, Operações Militares, Eventos Aeronáuticos e muito mais!

Seja bem-vindo a bordo!!!

sábado, 10 de janeiro de 2015

Um "hermano" com uniforme especial





O Aeroporto Internacional Hercílio Luz (FLN/SBFL) recebeu na manhã deste sábado (10/01), um ilustre visitante, o Boeing 737-700 da Aerolíneas Argentinas especialmente pintado com as cores da SkyTeam, uma das três principais alianças globais entre companhias aéreas do mundo, da qual a empresa argentina faz parte. Matriculada LV-BZA (c/n 32674), a aeronave é um Boeing 737-76N e veio cumprindo o voo ARG 1270 procedente do Aeroporto Jorge Newbery (AEP/SABE), também conhecido como Aeroparque, localizado na capital argentina, Buenos Aires. Durante o mês de janeiro, este é um dos voos operados diariamente pela Aerolíneas ligando a capital portenha a Florianópolis. Acompanhe nesta matéria, um pouco da história desta importante companhia aérea sul-americana, juntamente com as fotos que fizemos na manhã de hoje e que ilustram este artigo.

A história da companhia aérea tem sua origem no dia 3 de maio de 1949 quando o governo argentino decidiu pela fusão de quatro empresas locais: FAMA (Flota Aerea Mercante Argentina), naquele momento a maior das quatro empresas, fundada em 1946 e com o status de companhia aérea de bandeira argentina; ALFA (Aviación del Litoral Fluvial Argentino), que desde 1938 se dedicava ao transporte aéreo utilizando-se de hidroaviões; ZONDA (Zonas Oeste y Norte de Aerolineas Argentinas), fundada em 1946 como empresa regional e doméstica com uma frota de Douglas DC-3; e Aeroposta Argentinaga, a mais antiga delas, fundada em 1928. Finalmente, no dia 7 de dezembro de 1950, pelo decreto N° 26.099 do Poder Executivo, foi criada oficialmente a Aerolíneas Argentinas, como uma empresa estatal. Nos anos seguintes a malha doméstica cresceu rapidamente ligando várias cidades argentinas. No início de 1953 foram inaugurados os serviços regulares entre Buenos Aires e Santa Cruz da Serra (Bolívia), com escalas em Córdoba e Salta. No ano seguinte, aviões DC-3 já realizavam voos entre as cidades de Buenos Aires e Montevidéu no Uruguai.




O ano de 1956 foi marcado por um importante acontecimento, a inauguração da segunda freqüência semanal entre Buenos Aires e Nova Iorque (Estados Unidos). Seu primeiro jato, um Comet IV, foi recebido em janeiro de 1959, avião este responsável pela expansão mundial da empresa com a inauguração de rotas para Londres, Paris, Roma e Madri nos anos seguintes. A partir da década de 70 chegam os Boeing 737-200 ”Advanced” e 727-200 e com eles, novas rotas são inauguradas. Os primeiros aviões de fuselagem larga, do tipo Boeing 747, foram recebidos em 1979. Ainda neste mesmo ano, começaram os serviços regulares de transporte de carga, com dois aviões Boeing 707 exclusivamente adaptados para esse fim. Em 1980, a Aerolíneas Argentinas se tornou a primeira companhia aérea a iniciar serviços regulares atravessando o Pacífico Sul ligando Buenos Aires a Auckland (Nova Zelândia) e Sydney (Austrália), utilizando para isso aviões Boeing 747.




No início da década de 90 foi iniciado o primeiro passo em direção à privatização, com a espanhola Ibéria adquirindo 85% do capital da empresa. O processo não alcançou as metas esperadas e, depois de uma série de resultados negativos, o governo argentino em 2008 decidiu estatizar novamente a empresa com o objetivo de manter os empregos e as rotas em funcionamento. A partir de então, iniciou-se um plano de renovação da frota e que ainda está sendo realizado. Entre abril de 2009 e janeiro de 2010 foram incorporados 12 Boeing 737-700. Também foram adquiridos 20 aviões Embraer 190, entregues a partir de junho de 2010 à Austral, subsidiária de companhia. Em abril de 2013 foi assinado um novo contrato com a Embraer para a aquisição de mais dois Embraer 190 para a Austral. Ainda em 2010, a Aerolineas confirmou seu interesse em entrar na aliança de companhias aéreas SkyTeam, liderada por empresas como Delta Airlines, Air France-KLM, Alitalia, dentre outras. No dia 29 de Agosto de 2012, a Aerolíneas Argentinas passou a fazer parte oficialmente do grupo, tornando-se seu 18º membro efetivo.




A Aerolíneas Argentinas atualmente apresenta uma frota composta por quatro Airbus A340-200, oito Airbus A340-300, três Airbus A330-200 (de um total de cinco encomendados), vinte e dois Boeing 737-700, oito Boeing 737-800 (de um total de  trinta e um encomendados), além dos vinte e dois Embraer 190 operados pela Austral. Esta frota voa para 57 destinos em 15 países que incluem cidades como Assunção, Bogotá, Caracas, Curitiba, Florianópolis, Lima, Londres, Madrid, Miami, Montevidéu, Nova York, Paris, Porto Alegre, Rio de Janeiro, Roma, Santiago, São Paulo e Sydney. A companhia aérea é responsável por aproximadamente 80% dos vôos domésticos e 40% dos internacionais que partem do Aeroporto Internacional Ministro Pistarini, localizado na região de Ezeiza, em Buenos Aires. Na rota Argentina/Brasil a companhia aérea transporta anualmente mais de 400 mil passageiros.


Para a realização desta matéria foram consultadas as seguintes fontes:







1 comentários:

Harry disse...

Very nice aircraft!

Postar um comentário