Blog voltado para a divulgação da Aviação Comercial, Militar e Civil, mostrando através de textos informativos e
fotos, as aeronaves, suas histórias e curiosidades, Operações Militares, Eventos Aeronáuticos e muito mais!

Seja bem-vindo a bordo!!!

domingo, 14 de setembro de 2014

Um L-39 Albatros em terras catarinenses





O Aeroclube de Santa Catarina (ACSC), localizado no município de São José, região metropolitana de Florianópolis/SC, viveu um dia histórico. Na tarde deste Domingo (14/09), recebeu seu mais novo e ilustre morador, um jato de treinamento militar L-39C Albatros. O avião foi adquirido nos Estados Unidos e chegou ao Brasil na última Quarta-Feira, sendo seu primeiro pouso em território brasileiro no Aeroporto Internacional Alberto Alcolumbre (MCP/SBMQ), em Macapá/AP, para vistoria da documentação pelas autoridades aeronáuticas e cumprimento dos trâmites legais para entrada no país. Ainda ostentando o registro estadunidense N139L (c/n 433132), assim que o processo de nacionalização for finalizado, a aeronave receberá a matrícula PR-ZGF. Antes de chegar a Santa Catarina, o avião permaneceu alguns dias na cidade paulista de Tatuí, onde fica sediada a empresa que vai executar a sua manutenção. Este é o segundo L-39 Albatros em operação no país, o primeiro foi adquirido por um empresário e colecionador da cidade de Itápolis, no interior paulista e chegou ao Brasil no início deste ano, com a matrícula N989BH (c/n 934872), posteriormente alterada para PT-ZVC.





A chegada do L-39 ao Aeroclube atraiu muitas pessoas que queriam conhecer de perto a aeronave e registrar este momento histórico.

Fabricado na República Tcheca pela Aero Vodochody, o L-39 Albatros é um avião a jato de treinamento avançado e ataque leve, sendo um dos melhores aviões de sua categoria. Embora seu desenho original remonte ao final da década de 60, a excelência do projeto e as excepcionais características de voo, manobrabilidade e confiabilidade fizeram dele um enorme sucesso de exportação, com mais de 2.900 exemplares construídos e utilizado por inúmeras Forças Aéreas ao redor do mundo. Também é empregado por algumas equipes de demonstração acrobática civis, como a francesa Breitling Jet Team e as estadunidenses Patriots Jet Team e Black Diamond Jet Team, entre outras. Com a sua substituição por treinadores mais modernos, a aeronave também passou a ser adquirida por diversos operadores particulares e colecionadores.



Momento histórico: o L-39 Albatros vem para o pouso no Aeroclube de Santa Catarina.


No final da década de 60, os avanços tecnológicos e a introdução de novos modelos de aviões de combate exigiram uma formação mais apurada dos futuros pilotos militares. Desenvolvido como um substituto do L-29 Delfin, também fabricado pela Aero Vodochody, para ser o novo avião padrão de treinamento dos países do Pacto de Varsóvia, o L-39 Albatros voou pela primeira vez em 04 de novembro de 1968. Ao protótipo, seguiram-se mais dez aeronaves de pré-série e os primeiros exemplares entraram em serviço com a então Força Aérea da Tchecoslováquia em 1974, sob a designação L-39C. Imediatamente também foi adotado como avião de treinamento da República Democrática Alemã (RDA) e da União Soviética, seu maior operador, tendo adquirido 2.080 dos 2.267 aparelhos produzidos desta versão.



Detalhe da tubeira do L-39 e do motor Ivchenko AI-25TL. A haste vertical em primeiro plano é o duto que joga óleo nos gases de exaustão da turbina, gerando a fumaça utilizada nas demonstrações.


Entre as principais alterações do L-39 em relação ao L-29, destacam-se o motor, um turbofan Ivchenko AI-25TL, com mais do dobro da potência em relação ao motor utilizado pelo L-29, permitindo-lhe atingir uma velocidade máxima de 750 km/h aos 6.000 metros de altitude. O seu teto de serviço é de 11.500 metros e o alcance médio de 1.100 km. Outra característica importante do L-39 é a facilidade de manutenção, pois a estrutura do avião foi projetada de forma modular, sendo desmontável em três partes (asa, fuselagem dianteira e central e a fuselagem traseira), esta última construída numa peça única para facilitar o acesso ao motor. Os assentos são ejetáveis, em tandem, ou seja, com o assento traseiro mais elevado em relação ao dianteiro. Para maiores informações sobre a aeronave, veja a sua ficha técnica no final desta matéria.



Placa de identificação  da aeronave contendo informações, como o fabricante, modelo, número de série e o ano de fabricação.



O avião entrou no Brasil ainda com a matrícula que utilizava nos Estados Unidos. Em breve será nacionalizada e receberá o registro brasileiro PR-ZGF.


Além do L-39C, a versão básica de treinamento, outras variantes do Albatros foram desenvolvidas, entre elas, o L-39V para reboque de alvos, equipada com um guincho para tal e com apenas um assento, o L-39ZO (Zbrojni, armado), com a estrutura das asas reforçada e a adição de quatro suportes sob as mesmas para o transporte de armamento (347 exemplares construídos), e o L-39ZA, uma evolução deste último e adaptada para a utilização de aviônicos ocidentais, com aumento da capacidade de carga dos pilones subalares e a instalação de um canhão de cano duplo GSh-23L de 23 mm sob a fuselagem (248 aviões produzidos). Outras versões derivadas do L-39, foram o L-139, com aviônicos ocidentais e um novo motor, o Garret TFE731-4-1T, ficando apenas no protótipo e o L-159 ALCA (Advanced Light Combat Aircraft, ou Aeronave Leve Avançada de Combate), modelo derivado do L-59 Super Albatros e especializado em missões de combate ar-ar, de ataque ao solo e de reconhecimento, com maior capacidade de armamento e a adição de um radar multimodo doppler Grifo-L em versões monoposta (L-159A) e biposta (L-159T), em serviço ativo com a Força Aérea da República Tcheca (19 e 6 exemplares, respectivamente) e recentemente adquiridos pela Força Aérea iraquiana (12 L-159T1, versão de treinamento convertida de modelos L-159A).



Nesta foto é possível observar os assentos ejetáveis em tandem. O Albatros é uma aeronave que requer um mínimo de apoio externo para a sua operação, como mostram os pedais retráteis de acesso aos cockipts dianteiro e traseiro.




Cockpit dianteiro




Cockpit traseiro


A aeronave chegou ao Aeroclube por volta das 15:00 hs (Horário de Brasília), onde era aguardada por diversas pessoas, permanecendo em solo por cerca de duas horas. Em seguida decolou para o Aeroporto Internacional Hercílio Luz (FLN/SBFL), em Florianópolis, onde será feito seu processo de nacionalização. Antes de ficar definitivamente no Aeroclube de Santa Catarina, o avião deve ainda retornar para o interior paulista. O blog Aviação em Floripa esteve presente na tarde deste Domingo histórico no Aeroclube e registrou em fotos esse momento especial para a aviação de São José e de Santa Catarina, as quais compartilhamos a partir de agora com nossos leitores:






























Ficha técnica:

Avião: L-39C Albatros
Fabricante: Aero Vodochody (República Tcheca, ex-Tchecoslováquia)
Tipo: Avião a jato de treinamento avançado
Motor: Um turbofan Ivchenko AI-25TL, com 3.792 libras de empuxo
Tripulação: Dois, em assentos ejetáveis do tipo tandem.
Dimensões:
- Comprimento: 12,13 m
- Envergadura: 9,46 m
- Altura: 4,77 m
Peso Vazio: 3.455 kg
Peso máximo de decolagem: 4.700 kg
Velocidade máxima: 750 km/h
Teto de serviço: 11.500 m
Alcance (com combustível interno): 1.100 km



Esquema em vistas do L-39C Albatros e no canto superior direito, detalhes da versão L-39ZA. Fonte: http://www.the-blueprints.com





Agradecemos aqui a todos que proporcionaram a oportunidade ímpar ao blog Aviação em Floripa em poder acompanhar e registrar este momento especial e esta fantástica aeronave.

2 comentários:

Rhuan disse...

Muito boa matéria!!! Eu estava em cima da pedra branca neste dia, pude acompanhar tudo lá de cima. De fato um dia histórico!!!

Rhuan disse...

https://www.youtube.com/watch?v=W_DEV0rQBpQ&feature=youtu.be

Postar um comentário