Blog voltado para a divulgação da Aviação Comercial, Militar e Civil, mostrando através de textos informativos e
fotos, as aeronaves, suas histórias e curiosidades, Operações Militares, Eventos Aeronáuticos e muito mais!

Seja bem-vindo a bordo!!!

quarta-feira, 6 de novembro de 2013

Fuerza Aerea Uruguaya: C-130 Hércules






Apresentamos o terceiro artigo sobre as aeronaves da Força Aérea Uruguaia que passaram por Florianópolis durante escala técnica a caminho da Base Aérea de Natal (BANT), para participar do Exercício CRUZEX FLIGHT 2013, sendo o alvo desta matéria, um dos maiores clássicos da aviação militar mundial, o Lockheed C-130 Hércules.

O C-130 Hércules está incluído naquela categoria de aviões que ao pensarmos num determinado tipo de aeronave, seu nome logo vem à lembrança. Assim como as palavras “Helicóptero” e “Vietnã” nos conduzem automaticamente à imagem dos Bell UH-1 Huey, quando pensamos em aeronave militar de transporte, o C-130 é quase um sinônimo deste termo. Trata-se de um avião de transporte quadrimotor turboélice, projetado e desenvolvido pela Lockheed no início dos anos 50 e até hoje é fabricado, sendo a versão atual de produção o C-130J Super Hercules. Somente para se ter uma ideia da sua difusão, o C-130 encontra-se em serviço ativo com mais de 70 Forças Aéreas espalhadas pelos cinco continentes, em inúmeras versões, utilizadas numa ampla gama de missões que vão desde a básica de Transporte, passando pelo Reabastecimento em Voo, Busca e Salvamento (SAR), Operações Especiais e de Salvamento em Combate (C-SAR), Guerra Eletrônica, Reconhecimento Meteorológico, entre tantas outras. Contar a história desta aeronave em poucas linhas é uma tarefa impossível, por este motivo, faremos apenas,um breve relato do seu desenvolvimento.

Fruto dos ensinamentos colhidos durante a Guerra da Coréia (1950-53), onde os aviões de transporte propulsados por motores a pistão já se mostravam defasados frente às novas exigências da Guerra Aérea, a Força Aérea dos Estados Unidos (USAF) lançou um requerimento a diversos fabricantes de aeronaves para um avião capaz de transportar 92 passageiros, 72 soldados ou 64 pára-quedistas totalmente equipados, saindo-se vencedora desta concorrência, a Lockheed, atual Lockheed Martin. O protótipo YC-130 fez seu voo inaugural em 23 de agosto de 1954 e após um rápido período de avaliação, a versão inicial C-130A entrou em serviço operacional. Com o passar do tempo, novas versões foram lançadas, sempre acrescentando melhorias advindas das necessidades dos operadores e pela experiência acumulada da operação dos modelos anteriores. Destas, talvez a de maior sucesso e a mais fabricada tenha sido a variante C-130H.

O modelo atual de produção é o C-130J, que apresenta dentre outras melhorias, a adição de novos motores, mais potentes, econômicos e propulsados por hélices com seis pás. Outro aspecto que merece destaque é a aviônica moderna a bordo, projetada de acordo com os atuais conceitos de cabine de pilotagem, diminuindo de forma considerável o trabalho da tripulação. Desde o início da sua produção, mais de 2.400 Hércules deixaram as instalações da Lockheed Martin em Marietta, no Estado da Georgia. Passados quase 60 anos, o C-130 Hércules, detém, dentre tantos outros recordes, o de ser a aeronave com a linha de montagem e produção em atividade ininterrupta mais longa da história. As novas encomendas nos dão a certeza que ainda os veremos voando pelos céus do mundo por muito tempo ainda.

A Força Aérea Uruguaia possui em seu acervo dois C-130B Hércules, matriculados FAU 591 (c/n 3668) e FAU 592 (c/n 3596). Ambos fazem parte, juntamente com outros tipos de aeronaves, do Esquadrão Aéreo Nº 3 (Transporte), subordinado à Brigada Aérea Nº 1 e sediado na Base Aérea General Cesáreo L. Berisso, anexa ao Aeroporto Internacional de mesmo nome, próximo da capital Montevidéu. Além das típicas missões de transporte de carga, os Hércules da FAU são utilizados no transporte de passageiros, em apoio às Unidades do Exército Uruguaio, em missões humanitárias dentro e fora do país em situações de desastres naturais e de Busca e Salvamento (SAR). Também prestam suporte logístico e fazem o transporte de pessoal até a Base Científica General Artigas, localizada no continente antártico. A aeronave que veio a Florianópolis foi o FAU 592 e sua principal atribuição nesta missão é o transporte da equipe de técnicos e pessoal de apoio, além de todos os materiais, equipamentos e peças de reposição que serão utilizados pela Força Aérea Uruguaia durante a CRUZEX.

O Hércules foi a última aeronave a decolar de Florianópolis, pois era necessário que as equipes de terra fizessem todas as verificações e apoiassem os A-37 Dragonfly e A-58 Pucara, durante o procedimento de acionamento e de táxi destas aeronaves. As fotos abaixo mostram o FAU 592 no pátio da Base Aérea de Florianópolis (BAFL). Já os registros do pouso podem ser visualizados no link:



















Ficha Técnica:

Aeronave: C-130B Hércules
Fabricante: Lockheed (Estados Unidos)
Tipo: Avião quadrimotor turboélice de transporte
Tripulação: Cinco (Dois Pilotos, Navegador, Engenheiro de Voo e Mestre de Carga)
Motores: Quatro turboélices Allison T56-A7, com 3.750 shp de potência, cada.
Comprimento: 29,8 m
Envergadura: 40,4 m
Altura: 11,6 m
Peso vazio:  34.400 kg
Peso máximo de decolagem: 75.000 kg
Velocidade máxima: 500 km/h
Teto de serviço: 11.500 m
Autonomia de voo: 8 hs



Fonte: www.vojsko.net

1 comentários:

Shakil Malik disse...

Hi Folks,

The C-130H Hercules (E-1) is an awesome plane! Here is a great site I found for, very high quality wooden replica’s
and they offer over 600 different Airplane, Helicopter and Military vehicles.
Check this website out http://www.premiumwooddesigns.com

Postar um comentário