Blog voltado para a divulgação da Aviação Comercial, Militar e Civil, mostrando através de textos informativos e
fotos, as aeronaves, suas histórias e curiosidades, Operações Militares, Eventos Aeronáuticos e muito mais!

Seja bem-vindo a bordo!!!

domingo, 27 de maio de 2012

EDA 60 Anos: F/A-18F Super Hornet - VFA-106 "Gladiators"


VFA-106 "Gladiators" - NAS Oceana, VA



Histórico:

O Strike Fighter Squadron 106 (VFA-106), também conhecido como “Gladiators” é o esquadrão de treinamento e recompletamento da frota para as unidades aéreas sediadas na costa leste dos EUA que voam aeronaves F/A-18 Hornet dos modelos A, B, C e D e Super Hornet das versões E e F e tem sua sede na Base Aeronaval (NAS) de Oceana, no estado da Virgínia. É o equivalente para o VFA-122 “Flying Eagles” que executa a mesma função na costa oeste dos Estados Unidos.

O VFA-106  foi ativado em na Base Aeronaval de Cecil Field, Flórida, em 27 de abril de 1984, voando os modelos A e B do F/A-18 Hornet, com a primeira turma de pilotos iniciando o treinamento em 07 de outubro de 1985. Em outubro e dezembro de 1987, respectivamente, a unidade recebeu seus primeiros modelos C e D do Hornet. No verão de 1999, com o fechamento da NAS Cecil Field, o VFA-106 passou a ter sua sede em NAS Oceana. Em 2004, o esquadrão começou a receber seus F/A-18E/F Super Hornet.

Missão:

Como esquadrão de treinamento e recompletamento da costa leste, a missão do VFA-106 é treinar pilotos e operadores do sistema de armas (WSO) de F/A-18 da Marinha e do Corpo de Fuzileiros Navais para o exercício de suas funções. A cada seis semanas, uma turma entre 8 a 12 alunos destas duas instituições iniciam o curso com duração de nove meses, no qual aprendem a voar o Hornet em missões de emprego ar-ar e ar-solo. Ao final do período de treinamento são realizados vôos de qualificação, tanto diurnos quanto noturnos, que irão capacitar os pilotos a operarem a bordo dos porta-aviões da Marinha dos Estados Unidos. Após concluírem o curso, os pilotos são distibuídos aos diversos esquadrões operacionais da costa leste. O esquadrão também é responsável pela conversão operacional para o F/A-18, de pilotos procedentes de outros tipos de aeronaves e pela reciclagem daqueles que estão há algum tempo sem voar. Outra atribuição inerente ao VFA-106, em conjunto com o Centro de Aviação Naval e Unidade de Formação Técnica (CNATTU) é o treinamento de técnicos para as diversas áreas de manutenção. Além disso, o esquadrão é responsável pela eventual substituição e complemento da dotação de aeronaves das unidades aéreas a ele ligadas.

Cerca de 1.200 pessoas fazem parte do VFA-106, entre pilotos, instrutores, pessoal de apoio, manutenção, alem de instrutores e alunos de outro países como Reino Unido, Suíça e Alemanha. Aproximadamente 90 aeronaves de diversos modelos do F/A-18 integram o esquadrão. Existe um destacamento permanente do VFA-106 em NAS Key West, na Flórida, onde são feitos treinamentos de combate. O esquadrão também desloca-se com suas aeronaves freqüentemente para as bases de Fallon, em Nevada e El Centro, na Califórnia, bem como para os porta-aviões que integram a frota da marinha estadunidense.

Outra função exercida pelo VFA-106 é a participação em Shows Aéreos realizados na costa leste dos EUA, e, eventualmente em outros países, através de uma equipe chamada TAC Demo Team. A equipe voa os F/A-18 nos modelos C e F e é formada por instrutores do VFA-106, que ficam na equipe pelo período de 1 ano. Nas apresentações são exploradas ao máximo as características de voo da aeronave, além de manobras executadas durante as missões de treinamento e de combate aéreo. Cabe aqui ressaltar que esta mesma função é desempenhada na costa oeste pelo VFA-122 “Flying Eagles”.

Texto traduzido e adaptado por Marcelo Lobo da Silva a partir do artigo publicado no Wikipedia (http://en.wikipedia.org/wiki/VFA-106)


Boeing F/A-18F Super Hornet - AD 234 (166677)

























































0 comentários:

Postar um comentário